Yakuza

Yakuza é o nome dado às gangues criminosas organizadas do Japão. A Yakuza não é uma organização única, mas um conjunto de gangues separadas ou clãs parecidos com amáfia americana. Esses criminosos violentos deixaram seus vestígios em muitos aspectos da vida japonesa, desde a jogatina e esquemas de prostituição até os bastidores do poder político e financeiro de alto escalão.

As várias gangues que compõem a Yakuza têm diferentes origens, e as versões dessas origens divulgadas pelas gangues podem ser bem diferentes do registro histórico. Em sua própria visão, a Yakuza descende de personagens honrados, que defendiam de bandidos itinerantes seus povoados – da mesma forma que Robin Hood. Algumas até declaram que a linhagem da Yakuza vai até os Ronin, guerreiros samurai que se encontravam sem mestres após um período de conturbação política no Japão do século XVII [fonte: Biblioteca do Crime – em inglês]. Você pode ler mais sobre Ronin e samurai em Como funcionam os samurais.

Outras pessoas dizem que a Yakuza, em vez disso, se originou a partir doskabuki-mono, “os loucos.” Esses eram gângsters maltrapilhos que portavamespadas muito longas, intimidavam povoados inteiros e às vezes executavam os seus habitantes sem nenhuma razão [fonte: Kaplan]. A verdade é provavelmente uma combinação de duas histórias. Deixados sem uma hierarquia militar de orientação à sua vida, muitos samurais se voltaram para o crime. Outros partiram para atividades mercantis ou negócios mais escusos, como casas de jogos e prostituição [fonte: Seymour]. Esses criminosos, guerreiros sem mestre e novatos no sistema comercial japonês tinham uma coisa em comum: eles eram todos marginalizados.

O nome “Yakuza” reflete essa situação de marginalização. Ele é proveniente de um jogo de cartas japonês chamado Oicho-Kabu. Esse jogo é similar aobacará, em que o valor em pontos de uma mão é baseado no dígito final da pontuação de uma mão. Uma mão de oito, nove e três é igual a 20, que não vale ponto: a pior mão possível no jogo. As palavras japonesas para oito, nove e três (ya, ku e za) formam a palavra “Yakuza”, significando sem valor ou sem sentido. Confira esta página sobre o oicho-kabu (site em inglês) para saber mais sobre o jogo. ­

A palavra “Yakuza” originalmente se referia a uma pessoa que era um membro de uma gangue, mas hoje em dia se refere ao crime organizado japonês como um todo. Boryokudan, outra palavra para Yakuza, é considerada um insulto. Ela se refere a gângsteres degenerados e violentos sem nenhum senso de tradição ou honra. Essa é a maneira com a qual a polícia japonesa se refere à Yakuza.

Os ancestrais mais diretos da Yakuza são grupos de empresários clandestinos do século XVIII que comercializavam ou vendiam mercadorias nas ruas das grandes cidades. Conhecidos como bakuto e tekiya, respectivamente, esses biscates e camelôs ainda emprestam os seus nomes a alguns clãs atuais da Yakuza [fonte: Kaplan]. Esses grupos se organizaram gradualmente em gangues conhecidas como famílias ou clãs, que tinham hierarquias e regras formais.

No final do século XIX, a Yakuza se tornou associada a ideologias e políticas nacionalistas e militaristas. As gangues cultivaram alianças com políticos, e os políticos as usaram para assassinar adversários, grupos empresariais fortes ou mesmo em combates com nações próximas como a China [fonte:Kaplan]. A desordem no Japão Pós-Segunda Guerra Mundial também pode ter conferido à Yakuza uma presença ainda mais forte na economia e política do Japão.

Wikipédia

Yakuza (em japonês: ヤクザ ou やくざ), também conhecidos como gokudō (極道) são os membros das tradicionais organizações de crime organizado existentes no Japão. Apolícia japonesa os chama de bōryokudan (暴力団, literalmente “grupo de violência”), enquanto os próprio yakuza se chamam de “ninkyō dantai” (任侠団体 ou 仁侠団体, “organizações cavalheirescas”).

Os Yakuza surgiram como associações criminosas e obedeciam a regras rígidas específicas. Com o tempo, passaram a influenciar diversos segmentos da sociedade e política japonesa. Foi no início do século XVII que nasceram, nos grandes centros urbanos de Osaka e Edo (atual Tóquio), sob a égide dos chefes de quadrilhas. Os Yakuza agrupam diversas categorias: primeiro foram os jogadores profissionais e os ambulantes. A esses uniram-se os samurais que, a partir de 1603, com o fim das guerras feudais e o reinado da “Paz Tokugawa” por 250 anos, viram-se sem mestres, ameaçados de banimento.

Na hierarquia social Yakuza, abaixo dos samurais, dos artesãos e dos comerciantes vêm os hinin (não-humanos) e os eta (maculados). Os “hinin” são carcereiros, carrascos e pessoas ligadas à espetáculos. Os “eta” estão vinculadas à profissão de abate de animais (no xintoísmo e no budismo consiste mácula todo trabalho ligado à morte e ao sangue).

Os Yakuza criaram um estatuto e um código baseado nas relações de fidelidade entre o padrinho (oyabun) e seu protegido (kobun): a cerimônia de consagração consiste na troca do copo de saquê e representa a entrada no clã e os laços de sangue.

Sociedade

A Yakuza era uma sociedade exclusivamente masculina. Eles acreditavam que as mulheres foram feitas para serem mães e para cuidarem de seus maridos, não devendo se meter nos negócios dos homens. Um outro motivo pelo qual as mulheres não eram aceitas na yakuza é que não se deve falar sobre o grupo a ninguém de fora, e eles acreditavam que as mulheres não seriam fortes o suficiente para se manterem caladas caso fossem interrogadas pela polícia ou por algum inimigo. Isso ocorria até a década de 1990, atualmente já existem mulheres que atuam na Yakuza e ocupam alto escalão no grupo, mas para entrarem no grupo, dependendo de qual função, elas devem passar por diversos testes. Nos dias atuais recrutam também jovens e estudantes, para infiltração na chamada “dominação da área”. pois eles não usam tatuagens, mas são obrigadas a aprender artes marciais e a manejar armas, como espada, nunchaku, e armas de fogo, entre centenas de outras.

Quando o chefe morre e não há ninguém que possa substituí-lo imediatamente, é a esposa quem assume temporariamente o comando do grupo.

Família

Os clãs são organizados à semelhança de uma família, possuindo talvez a mais rígida das hierarquias do mundo dos crimes. O oyabun (pai) é o chefe, wakashu são seus filhos e kyodai são seus irmãos. Todos devem total obediência e lealdade ao oyabun, e em troca ele oferece proteção a todos de seu clã. Os membros não devem temer a morte pelo oyabun, e devem concordar com tudo o que ele diz.

Há dois tipos de yakuza: aqueles que pertencem a um clã e os autônomos. Por não pertencerem a clã algum, os autônomos têm dificuldades para agir, pois os grupos não permitem que eles atuem em seus territórios. Os clãs costumam usá-los como espiões ou pagá-los para realizar um serviço sujo no qual não queiram envolver o seu clã. Se o autônomo for ambicioso e capacitado, pode começar um grupo do zero, mas geralmente, quando não é assassinado, torna-se membro de algum clã já existente.

Obrigações

Entre as obrigações dos membros estão:

Não esconder dinheiro da gangue;

Não se envolver pessoalmente com narcóticos;

Não procurar a lei ou a polícia;

Não violar a mulher de outro membro;

Não desobedecer às ordens de um superior;

Não deixar rastros após o crime.

Não matar ninguém da gangue sem a permissão de um superior

Liderança

O chefe dos filhos chama-se wakagashira, e dos irmãos shateigashira. O wakagashira é o segundo em autoridade, vindo logo após o oyabun e servindo também como um intermediário para supervisionar se as ordens estão sendo cumpridas. O shateigashira é o terceiro em autoridade.

Cada filho pode formar sua própria gangue e assim por diante, resultando em diversas subfamílias. Cada um obedece o líder de sua gangue, mas é sempre o oyabun que dá a palavra final.

Uma família típica tem de 20 a 200 membros, o que pode assegurar ao clã todo um número bem superior a 1000 homens. As familias em que possuem membros yakuza são geralmente de raiz com nome Shibatsu, Yakasa, Shiatsuta, Tashiro, Tonaco, Shematse, Tokesho entre outras diversas com membros na cultura japonesa.

Quando um indivíduo entra na sociedade dos yakuza, muitos clãs não permitem que ele saia do seu grupo, duvidando de que possa vazar alguma informação.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Yakuza

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s